Mais notícias

Economia | 05/07/2017 | 12:39

Governo catarinense anuncia redução de impostos a produtores de erva-mate, suínos e alho

Objetivo é tornar catarinenses mais competitivos em relação a outros estados.

Foto: Divulgação

O Governo de Santa Catarina decidiu reeditar o decreto de redução do ICMS para a venda de suínos vivos originários no Estado.  Da mesma forma, vai conceder alíquota menor de ICMS para produtores catarinenses de alho e de erva-mate.

 

As duas medidas decorrem da necessidade de manter os produtos catarinenses competitivos frente à legislação tributária implementada por outros Estados.

 

“As medidas proporcionam ganho aos produtores catarinenses de suínos, alho e erva-mate porque lhes dá melhores condições para negociar com os comerciantes”, explica Ari Pritsch, diretor de Administração Tributária da Secretaria de Estado da Fazenda.

 

   

Erva-mate 

 

O decreto prevê a concessão de crédito presumido de 5% nas saídas destinadas a outros Estados em que a alíquota seria de 12%. O benefício é retroativo a 1º de junho e válido até 31 de dezembro. O último decreto, com as mesmas condições, vigorou até 31 de março.

 

Suínos vivos 

 

A redução na base de cálculo é de 50% na saída interestadual, com validade entre 1º de julho a 31 de dezembro de 2017. A alíquota de 12% passa para 6% no período. O último decreto reduzindo o ICMS de suínos vivos vigorou até dezembro de 2016. O efeito não é retroativo.

 

Alho 

 

A redução é de 90% na base de cálculo de alho nobre roxo nacional in natura produzido no Estado, com efeito retroativo a 1º de abril, e validade até 31 de dezembro. A alíquota de 12% passa para 1,2% no período. O último decreto reduzindo o ICMS do alho vigorou até março de 2017.

 

Os decretos devem ser publicados em breve no Diário Oficial do Estado.

Fonte: Da Assessoria de Imprensa/Secretaria de Estado da Fazenda
Comente